Ir para conteúdo principal

Artigos Conteúdo

11 de Abril de 2012

Tecnologia e inovação na gestão pública

 

É evidente a importância dos investimentos em ciência e tecnologia para o desenvolvimento nacional. Embora tenhamos passado por um século em que o mundo sofreu vigorosa transformação, particularmente em função de grande avanço científico e tecnológico, em algumas áreas as coisas não mudaram muito. Os mercados estão em constante evolução, e organizações do setor público precisam se ​​adaptar e inovar. A adoção de soluções de gestão na administração pública é essencial para o Estado e, seguramente, para a sociedade.
Se comparado a empresas privadas, o governo investe menos em tecnologia. No entanto, continua sendo um grande usuário, apesar de não fazer a gestão de investimento necessária. O Caderno de Altos Estudos de 2007, do Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica, revela que o investimento foi grande e o retorno em benefícios sociais foi muito menor que o esperado.
Para reverter esta situação, a SAP tem se apoiado em uma metodologia que explora o Retorno de Investimento Público, baseada em três pilares: Retorno do Investimento Financeiro, Retorno Social e Retorno Político. Ela oferece insumos ao governo para medir os investimentos em software de gestão e quantificar benefícios.
Historicamente, os governos se organizaram e desenvolveram sistemas estruturantes isolados. Porém, mudanças na legislação, como a Lei 8.666 (legislação de compras nacional), desafiam os governos a rever seus processos de gestão com o objetivo de transformar os recursos em benefício para a população.
É importante considerar que já existem soluções prontas e consagradas no mercado para endereçar problemas que têm sido resolvidos há décadas. A tendência do governo é buscar por essas soluções, que oferecem todas as funcionalidades integradas - desde a gestão do orçamento público, até o atendimento ao cidadão.
A SAP é uma empresa que está preparada para atender às necessidades do governo, com soluções a mais de 3 mil organizações públicas em mais de 70 países, incluindo investimento em pesquisa e desenvolvimento no Brasil. Em 2006, o Brasil recebeu um dos 11 centros de serviços de desenvolvimento e suporte da SAP, situado em São Leopoldo (RS). O SAP Labs Latin America desenvolve soluções e oferece suporte para toda a América Latina e países que falam espanhol (Espanha) e português (Portugal), além da Itália e dos Estados Unidos. Nele, são realizadas todas as atualizações dos produtos SAP, incluindo tradução para os idiomas locais, e localização para atender às exigências regulatórias e contábeis do país.
Para avaliar a grande quantidade de dados gerados pelos sistemas estruturantes, as instituições públicas precisam de uma ferramenta de inteligência de negócios que cruze os dados e obtenha indicadores que gerem informação. É com soluções de Business Analytics que o governo estará preparado para tomadas de decisão. No Brasil, já é possível acompanhar o uso destas ferramentas nos Poderes Legislativo (Transparência Brasil), Judiciário (e-Gestão) e Executivo (Bolsa Família).
Um outro elemento para o setor público é a inovação tecnológica. Existem algumas oportunidades interessantes na área de computação em memória para apoiar ainda mais a área de inteligência do governo, aumentando sua eficiência. Imagine a possibilidade de todos os cidadãos de uma cidade analisarem o tráfego em tempo real. Hoje, em Tóquio, isso já acontece. A primeira implementação de SAP HANA, para análise em tempo real do tráfego no Japão, calcula rotas de condução usando dados do GPS. Com estas informações, é possível adequar os semáforos de forma que o trânsito flua melhor em um determinado momento, por exemplo.
São inúmeras as iniciativas que podem ser desenvolvidas para transformar os atuais processos da gestão pública. Seus resultados concretos, no entanto, estão condicionados à decisão do grau de investimento em soluções de gestão integrada na busca pela excelência na administração pública.

César Nobre - Industry Principal para Setor Público da SAP Brasil e Associado Mantenedor

Publicado no Relatório Anual 2011 do MBC – Edição Especial de 10 Anos